KL@NDESTINO

Margem de Certa maneira

leave a comment »

“Escorrego na lama
do meu passado
do meu
passado-presente
mas não fico na lama,
desnorteado
vou ao fundo da lama,
do outro lado
do outro lado
da mente
do outro lado
da gente
do lado da gente
do outro lado
do lado
da gente
que vive de frente
da gente
que vive
o futuro-presente.”
 
 

IN “Margem de Certa maneira”, 1973

 

Written by Kl@ndestino

Fevereiro 25, 2008 às 4:26 am

Publicado em Poesia

Tagged with

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: